Cartilha Antipirataria

Clique aqui, para ter acesso ao conteúdo da Cartilha Antipirataria lançada pela CBDL em setembro do ano passado. Com texto simples e objetivo, a cartilha responde o que é, e como reconhecer um produto pirata. Além disso, informa sobre as consequências para quem pratica estes atos e o que fazer para denunciá-los.

 

 

Cientistas pesquisam ferramentas para auxiliar os laboratórios de análises

Pesquisadores da Faculdade de Medicina (FMB), da Faculdade de Ciências Agrárias de Botucatu, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara (FCFAR) e do Instituto de Biociências da UNIFESP realizaram uma pesquisa sobre os anticorpos monoclonais murinos de várias especificidades com o objetivo de produzir ferramentas para o segmento de diagnóstico e análises. As inovações podem ser utilizadas em bancadas de laboratórios clínicos ou mesmo nos leitos hospitalares, sem a necessidade de deslocar pacientes.

Os anticorpos monoclonais são imunoglobulinas feitas em laboratórios e são capazes de reconhecer uma única estrutura da membrana de células da mesma família. Entre os protótipos que estão em processo de patente está o imunossensor que pode reconhecer as hemácias. Ele pode ser aplicado para a detecção rápida de sangue oculto nas fezes e evitar que os pacientes façam dietas específicas e feitas por análises colorimétricas.

Também em andamento, uma proposta de um sensor que consiga determinar quantitativamente as células-tronco no centro cirúrgico, para a realização de cirurgias plásticas.

No entanto, a busca do grupo de cientistas é desenvolver um chip que possa fazer a tipagem e a fenotipagem sanguínea rápida à beira do leito, a preços mais acessíveis para ser usado na rede pública.

Outra sugestão em curso é a produção de um dispositivo que reconheça células de câncer de próstata, sensor que poderá detectar a doença de modo precoce. (Com informações da Unesp – 13.2.17)